quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

LEONARDO E OS LOBOS






LEONARDO E OS LOBOS


Quando Monalisa sorri
Leonardo dança com lobos
Entregando seu coração aos tormentos,
Momentos de amor
Na lascívia dos lábios
Sábios pensamentos no véu das cachoeiras,
Noivas parideiras
Sempre caminhando por entre as ramagens...
Ares de serpente
Olhar de viés / "revesgueio"
No claro/escuro de cada folha
Um dia amanheceu onde nada floresce
E uma noite dormiu nos braços de
Fogo-fátuo/luz de pirilampos
Clareando
Até onde a imensidão se ajoelha
E beija o céu e a terra
E se cala, enrodilhada
Feito cobra que não pisca os olhos de semi-escuridão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário