quinta-feira, 10 de novembro de 2016

ENCANTOS


De súbito, percebi o céu
e o azul era deserto...
Dispus-me a voar, impulsionada pela paixão
montei no dorso das sementes voadoras
e sem medo 
adentrei a sagacidade do seu olhar
e o sol resvalou na linha do horizonte...


foto: LL

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

O POR-DO-SOL...


 O Por-do- Sol...
Apenas aquele que conhece os enigmas de Deus é sabedor dos caminhos do sol. 
Nossa atuação de meros espectadores 
não nos impede a generosidade de dar a forma e 
validar sem receio algum 
a 'viagem do sol" - pois, 
as esperanças apenas adormecem em seu ciclo 
sem com isto 
interromper uma nova manhã e 
toda alegria que nos permite um pouco mais de vida/felicidade.



foto: LL (Lapa-Pr)


segunda-feira, 3 de outubro de 2016

EMBARCAÇÕES


Embarcações

Do firmamento____nada mais me assombra
nem mesmo a sombra 
que agarrada aos meus calcanhares ( ! ) lambe a sola dos meus pés a cada passo dado.
A terra é fria, e como um útero seco
rejeita a semente
cospe 
virando a boca no mesmo instante que eu escolhi olhar.
Me distraí acompanhando o voo das embarcações
(caravelas) voejando o mesmo céu plúmbeo das minhas paixões.
Tudo é uma solidão voraz!
Tudo!
Até mesmo a aranha tecendo, não tem a flor
na qual sustenta a sua teia...
Nem mesmo a chuva deitou aqui___só o meu corpo embalado 
embalsamado nesta saudade, que de alegre, me guarda refém.



foto: LL





sexta-feira, 30 de setembro de 2016

LIBERDADE


Liberdade

... é o repouso e a quietude 
fazendo uma promessa de Vida
_______vestido de azul as asas da liberdade.


foto: Armindo Alves



quinta-feira, 22 de setembro de 2016

TAUTOGRAMA LETRA L


Tautograma Letra L


Luas e luares
loas longínquas, lamentam _____ lágrimas!

Luz!

Labaredas lambendo labirinto lábil
labialidade...

Longe, libélulas lacaias labutam
laçam, lacram lacrimejantes
lamentos lamentos___ladinos lábios
língua... L
... L
... L





segunda-feira, 19 de setembro de 2016

TAUTOGRAMA LETRA J


Tautograma Letra J


Jeito juvenil, jactante_____ juntando jardins jocosos,
 jubilosas joias
 jazentio___jaspe/jade...
...jóia!



sábado, 17 de setembro de 2016

TAUTOGRAMA LETRA I


Tautograma Letra I

Iridescente impetuoso 
intenso instante____instigando insólito inspirar.

Intuito interessante,
indagando iniquidades infringindo instantes ____infligi ilusão
imita ideais, impede idolatrias
impõe isolamento ignominioso ideal_____imolação!




TAUTOGRAMA LETRA H



Tautograma Letra  H


Harém_____________ hora hedionda!
Harpas...
Hedonismo!

Heroína,
hesitante 'Hibisco' humano,
humilde haste histórica
híbrida Hóstia havida
Holocausto.



TAUTOGRAMA LETRA G





Tautograma  Letra  G


Graciosa gotícula
Garoa/geada________________ gélido gemido
girando, girando,girando
germinando gardênias, gladíolos, girassóis...

Garças (gueixas graciosas)
__________________gratidão
guiando gentes,
Gênesis!





quarta-feira, 14 de setembro de 2016

TAUTOGRAMA LETRA F


Tautograma Letra  F

Fábulas____fadas forjavam fatos frente fogo
fogueira feita, foste fauno 
figura fugaz, feitiço forasteiro
falação/felação
falo...
(( faces feito foices, ficam frias))
Feiticeiras foram fatigadas
feridas, famintas feito feras 
fornicaram fecundaram frases
foram feliz____fizeram felatio
felinas ficaram...





domingo, 21 de agosto de 2016

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

AGOSTO


AGOSTO

_____primeiro luar de agosto
e eu nem sei se as árvores estão lá fora
porque os pássaros, estes estão aqui
dentro de mim ((em revoada))
e eu nada sei sobre a casa de chá
nem das lanternas de papel de seda ou mesmo
a textura do papel de arroz...
...é o primeiro luar de agosto
e na minha janela____ a noite é flor



imagem: Orchid Tea by Casey Shannon



sexta-feira, 15 de julho de 2016

TEMPO

 TEMPO
 
___ o tempo adormeceu na minha mão
a solidão
 e resolveu escrever sobre o meu tormento
começando pelas palavras
 desenhadas 
na minha pele e 
 tatuadas na minha alma...
... a noite morreu em cada espaço do meu corpo
e o que seria luz do dia,
foi apenas o esboço da felicidade
nas palavras
rimadas___sentença e morte
que não tem começo e nem fim.
 
 
 

terça-feira, 12 de julho de 2016

POEMA DE AREIA


Poema de Areia

trancafiados estão os poemas
guardados aos olhos dos peixes
à sanha dos cavalos marinhos
e salgadura de toda
água do mar

trancafiados estão os poemas
bem longe dos beijos do vento
que ao relento 
nem mesmo a lua conseguem encontrar

e no silêncio dos versos
as rimas choram e o olhar decassílabo
descansa perpendicular ao tempo
feito um relógio que adormeceu os ponteiros.



terça-feira, 5 de julho de 2016

LUA LÍRICA




LUA LÍRICA

na penumbra
a lua suspira [e pira o cabeção]
cheia de lirismo
feito cigarra cantadeira
sopra segredos [no ouvido dos amantes]
e olha de soslaio - profana que é, se deita
e espera
da noite boêmia e vadia,
que todas as janelas se fechem
e todas as bocas se beijem
e todos os corpos se amem
e a exaustão do amor carnal
seja eficiente "arder" em febre
até incendiar_______corpo e alma

PASSAGENS



PASSAGENS

( ! ) ...passaram - se tantos anos
antes que eu percebesse o Tempo e suas faces.
O que eu enxergava como sendo uma gravura,
tem agora uma leitura mais profunda e
torna-se real à medida em que eu vou caminhando
- nada se mantém imutável.
Nem mesmo as estrelas
e ao final de cada tarde,
o dia morre no silêncio das cores.
Muitas vezes eu fecho os olhos
e o escuro singularmente frio se aproxima
- seria essa presença
um motivo para tristeza ou mesmo o medo? !
Eu não sei...
Então, abro os olhos
e a visão emplastada de um vermelho profundo
revela que eu ainda tenho tempo
pois eu não estou isenta de paixão.
E com esta certeza no meu coração,
eu me sento ali mesmo
e me ponho a admirar mais um por do meu sol.




quinta-feira, 30 de junho de 2016

ÚLTIMO POEMA DE JUNHO


Último Poema de Junho

meu coração tem tantas colinas
e os louva-a-deus abrem suas asas
sem a intenção de voar

quando o vento  sopra 
tingindo o céu de cinza chumbo,
a metamorfose acontece
e tristeza vira solidão

e a poesia chora sobre o papel de arroz
enquanto lá fora, os pássaros batem suas asas
aplaudindo a última noite de junho.




terça-feira, 28 de junho de 2016

VERMELHO

Vermelho

a sensação do momento
é um breve estremecimento da primavera
sabor sunday
cereja
rubra
que cobre os meus pés
despidos do teu olhar de lobo (( "MAL"))


 

segunda-feira, 13 de junho de 2016

PALCO

PALCO

____a luz fria revela aos olhos
 formas
e  figuras 
 Numa acariciante exclamação de assombro
a solidão conduz o olhar
de quem respira a oração do amor
e no refrear dos desejos
faz descerem as cortinas
____lá fora, tudo é só um vazio.



quinta-feira, 26 de maio de 2016

Lucis Et Amoris


Lucis Et Amoris
 
Todo amor é luz
luz que irradia
luz que aquece
luz
luz!
Todo amor se faz na luz
luz
luz
luz!
Todo amor se fortifica na luz
luz
luz
luz!
Todo meu amor por você é luz
luz
luz
luz!
Não há escuridão, pois o seu amor é luz
luz
luz
luz!


foto:LL 

 

SOLITUDINEN

Solitudinen
______toda solidão é feita de água salgada
é onda do mar em fim de tarde
é espuma na areia
é concha vazia
Toda solidão chora
pranteando o amor fugidio
o beijo não dado
o abraço vazio
a ausência sentida
Toda solidão estremece
fria, gélida
sem aconchego nenhum. 
Toda solidão é deserto.


foto: LL

PAGINA EM BRANCO


sob a ótica das estrelas
todo amor é lindo
e todo desejo é profano
 toda boca beija um só beijo
e todo verso tem uma rima
todo poema tem um nome
e toda alegria tem um instante
 toda estrada tem dois lados 
e toda hora tem um minuto
____e todo olhar
tem uma lágrima
e toda lágrima
tem um fel
e toda mentira
tem duas verdades
e todo sonho
_____só uma solidão


quinta-feira, 12 de maio de 2016

quinta-feira, 5 de maio de 2016

anjos

 
anjos

... todo esse azul a escorrer
tão mansamente pela minha cabeça
feito água santa
em pia batismal____________talvez possa aliviar
a dor
que me machuca
feito arreio em lombo de fera indomada (amada).
Ainda que o silêncio das catedrais
e seus anjos ((suspensos)) pretensos
santos que nos libertam dos pensamentos ((im_puros))
possam ecoar nas minhas veias
e câmaras cardíacas
eu ouço a
vibração das suas cordas em dó, ré, mi, fá, sol, lá...
Lá fora onde tudo é mais azul
o sol te ofusca os olhos na mesma hora
que os meus olhos
buscam o grande disco solar...
Os anjos continuam suspensos... e nos vitrais
as cores se diluem e escorrem pelas paredes
em alusão à Kandisnki...
Uma melancolia se mostra feito bailarina... e alguém
ouve Dire Strait:

 "Now here I am again in this mean old town
And you're so far away from me
Now where are you when the Sun goes down?
You're so far away from me

You're so far away from me
So far I just can't see
You're so far away from me"

Me deito no chão - observando o céu levando
seu rebanho de nuvens ( tão brancas...)

Sinto a música ecoando dentro de mim
e eu não sei onde você esta.
As carruagens celestiais passam diante dos meus olhos
acho que vou entrar numa carruagem branca
e te procurar por ai
neste imenso planalto/planeta
que se desfaz assim... feito nuvem.




imagem: Catedral Metropolitana de Brasília
 

domingo, 24 de abril de 2016

ECOS

ECOS
 ... de você
eu quero a simplicidade
presa num relicário
tesouro na palma da mão
coração em festa/oração
que não se acaba ao cair da noite...

(( quero o silêncio dos segredos
soprados em bocas de conchas marinhas
enquanto a maré recua e desnuda
a areia branca))

...de você
quero a leveza
em carinhos_____ feito escamas de peixe
reluzindo na luz deste seu olhar
menino/poeta/ave marinha
sobrevoando o horizonte dos meus olhos...

(( quero o eco das palavras
esculpidas na sua boca ecoando
pelo marfim dos seus dentes/sorriso
que me encanta))

...de você
quero um pedaço de sonho
costurado no meu sonho feito colcha de retalhos
que à noite me aconchega,
me adormecendo na poesia/você.
 para Odur

 

CORAÇÃO AVUADÔ


Coração Avuadô

Ah, meu coração avuadô
me leva, seja pronde fô.
Não quero mais sofrê desse mal
que é sofrê o mal de amô.

Meu coração melindroso
me tira dessa agunia,
me vira riso me faz fantasia
quero sê alegria nesse amô gostoso
.
Ah, meu coração avuadô
mimpresta suas asas
me leva no céu azul me faz frô
me faz criar raíz 
me faiz pousá noteu oiar de amô.

Meu coração sonhadô
chega, de tanta sofrência
num quero mais essa carência
quero as tua mãos e toda paciencia
quero pra sempre sê o teu amô. 

Só o teu amô...
Só o teu amô...


"Cantiguinha" pra Odur 

imagem: Pó de lua/Clarice Freire



sábado, 23 de abril de 2016

CADEIA DE MINDIM 04


CADEIA DE MINDIM  04

aqui
feito
lua

calo
a voz
eco

sendo
assim
só sua

vivo
plena
e azul


para Odur


 

HIERO GAMOS


Hiero Gamos

___________acenderam-se as luzes da Via Láctea
e os teus olhos não mais de sol
brincam dentro do meu olhar
e as tuas mãos navegam os mares da minha fêmea existência
adocicando as águas nascentes.

Todas as horas subsistem ao afã dos teus beijos
na minha boca_________im_pura 
exangue
perdida entre os teus lábios e a tortura da tua língua.

E um delirante arquejo
umedecido pelos suores
nos aproxima cada vez mais
até finalmente________um dentro do outro
sem que a razão de existir
se faça presente.



sexta-feira, 22 de abril de 2016

sábado, 16 de abril de 2016

Sem Título


Pois que se fizesse!
______ a Vida é um sobressalto
e os momentos de dor comungam entre si
não escolhendo lugar e nem hora marcada
para o derradeiro sopro...


foto: LL

 

UM TEMPO ASSIM



Um Tempo Assim

Um breve instante...
Quase um faiscar de estrelas
o tempo mínimo de uma gota de chuva
um piscar de olhos...

Um tempo assim...
Quieto dentro do espaço escuro
deste tempo denso,
chicoteado por palavras ferinas
num tempo assim,
quase um limiar do nada,
eu tive você por um instante...

Ah, um mero instante,
insano e mágico
tempo de um beijo
um versejar profundo
um desabafo da minha alma
no aconchego dos teus braços...

 

quarta-feira, 13 de abril de 2016

A Boca Que Eu Beijo


A BOCA QUE EU BEIJO

A boca que eu beijo possui meu corpo
numa chama labareda
que restitui a cor na minha pele
e escava e expõe a mulher que há em mim...

Me rasga sem transgredir, cicatriza beijos
num sobe e desce que me aquece
enquanto desenha paisagens sem fim
e escreve poemas de amor
integrando-se em mim quando anoitece em meus braços...

Essa boca que eu beijo não me abandona
mas alucina enquanto passeia em minhas planícies
protelando a insônia e bebendo do meu prazer...

Me precisa e me quer, me deseja
silenciosamente íntima me despe de meus medos
e me possui em levas de gozo e amor...

Essa boca que que eu beijo é tão minha
e tão amiga, tão sublime e tão voraz.
É meu ar, minha água, minha essência,
é meu começo e meu fim...

 

Lluvia de Estrellas


LLUVIA ESTRELLAS ...

Quiero una lluvia de estrellas
Un cielo con las estrellas cayendo ...
 

Una lluvia de estrellas
Iluminando sus ojos en los míos
haciéndome
La mayor estrella de Orión

Quiero besar cada uno y
Cada gesto de afecto
Cada palabra de amor - Te amo !

¡Porque te amo!

Antes de conocerte
Sentí el amor
acercándose a mí

Y oí la voz de las estrellas
Hablando de ti
Y sus ojos y su luz
Tengo la seguridad
su amor

Las estrellas no mienten
Su amor vino a mí
Siento que soy tu amor ...


para Odur
 

terça-feira, 12 de abril de 2016

A VIda é Uma Canção de Amor


A vida é uma canção de amor !
Basta acordar e sentir_______ da manhã, a manha sã
e o meu querer já é,te querendo ter
assim assim
e sem explicação, te amar mais do que amo à mim, que sou sua
e sermos dois em um
no refrão desta canção.


foto: B.V. 


 

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Eu e Você


Eu e Você
 
( ! ) a velha vestimenta da noite__________reluz
e as tuas palavras estão presas nos meus pensamentos - "eu sou você e você sou eu."

Fogo, ar, água e terra
e o processo alquímico que faz de nós_______criaturas aladas
juntas num voo
para além do infinito.

para Odur



 foto: LL