sexta-feira, 15 de julho de 2016

TEMPO

 TEMPO
 
___ o tempo adormeceu na minha mão
a solidão
 e resolveu escrever sobre o meu tormento
começando pelas palavras
 desenhadas 
na minha pele e 
 tatuadas na minha alma...
... a noite morreu em cada espaço do meu corpo
e o que seria luz do dia,
foi apenas o esboço da felicidade
nas palavras
rimadas___sentença e morte
que não tem começo e nem fim.
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário