domingo, 3 de março de 2013

DESEJO



DESEJO

Eu que nem entrei em tua vida,

Quero dela, sair, agora antes do sol posto
Antes que a tarde traga – a hora triste e sofrida
E que se apague a luz do meu rosto.

Eu que não levo do teu amor, a nostalgia
De um sorriso – ah, se pudesse eu deixava
A saudade do olhar, do olhar que me dizia
Numa pronuncia mansa: - o quanto me amava.

Quero partir antes que as sombras desçam... Antes
Que crepúsculo- murche a ultima flor que desabrochava,
Diante dos meus olhos tristes e soluçantes.

Guarde-me em ti assim – paisagem iluminada
Luz que clareia a margem da velha estrada,
Onde trocamos juras secretas e apaixonantes.




Um comentário:

  1. Que coisa bonita... acho que entramos nas vidas dos outros sem perceber, e nem sabemos, ao sair, o quanto já fazemos parte!

    ResponderExcluir