sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

CIO DA NATUREZA


 

Me nego a uma vida insípida. Preciso da energia das cores e da beleza das flores

 do voo dos pássaros, da carícia do vento, da solidão dos cometas, da esperança da luz, do sal dos mares...


Preciso do poema e da poesia

 dos versos, dos átomos, da poeira, das partituras, das notas musicais...


Preciso do caminho, do deserto e da montanha

 dos bosques e dos bichos  - preciso me sentir viva e ser parte do cio da natureza... 



domingo, 2 de janeiro de 2022

VESTÍGIOS

 



eu nasci antes de todos os tempos

antes do sobressalto

antes do despertar

antes da consciência humana ejacular o perfume da vida

nada eu sabia

e todas as duvidas se fizeram

e o inverno e o verão se aproximaram de mim

pela primeira vez evoquei o instinto

e conheci a noite e a necessidade de visitá-lo  e ao seu perfume

apetitoso 

ainda assim

eu nada sabia____________________era o silêncio da voz

no esquecimento severo das terminações do corpo

a singular vestimenta  que aniquila o olhar

e a necessidade de inventar a nudez  - reverdeceu

entorpeceu o meu olhar no claro / escuro

e um semideus em explosão de cores bebeu as horas

das minha pálpebras vermelhas




imagem: Vestígios

aquarela s/ papel Canson

Luciah Lopez

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

UM GOLE DE ABSINTO

 



o olho desta solidão me acorrenta a velhas fantasias de carnaval

e o tempo é bruma leve carregada de paixões

sussurrando aos meus ouvidos _________ frases desconexas

risos de bocas falsas 

palavras de principio e fim

e tudo que eu quero

é o lugar que a alma deseja_______ou um gole de absinto

e o tempo de me apaixonar pela  alegria

de viver...

mas o punhal que sangra a pele

é afiado como as coisa da vida

e eu já não estou em mim ______ vou a nocaute!

de peito nu e mãos atadas

meus pés descalços na rua deserta

em cada esquina - um  evangelho

uma boca e um olho e a ignorância

de cada tempo a contemplar os olhos meus

e a saliva escassa impede o beijo que vou beijar...



imagem: Sem titulo

Luciah Lopez




quinta-feira, 7 de outubro de 2021

ENCANTAÇÕES



Estranhas criaturas
nuas anoitecem
e reluzentes
falam a língua dos anjos______o amor.



imagem: Abraço
Aquarela sobre papel Canson
Luciah Lopez

 

terça-feira, 6 de julho de 2021

AO VENTO

 


AO VENTO

 

Com as mãos nuas escavo a terra

sangro um verso

qu'escorre no lume do olhar

feito clarão de fogo fátuo

 

Nasce em mim

estranha existência

um sonambulismo

que aos poucos desvanece no horizonte

onde o abandono se faz necessário

no laço de um abraço que se desfaz

 

E ao vento da noite

o meu verso é necessário

enquanto eu silencio a voz

e adormeço num casulo

a me perscrutar...




imagem: Flor do Campo

aquarela sobre papel

Luciah Lopes

quarta-feira, 16 de junho de 2021

POESIA


 Me envolva poesia
me tome por completo
embriague os meus sentidos
me faça vibrar em dó, ré, mi, fá, sol
lá________ aonde tudo acontece...
Aonde não há nascente ou poente, só a vida pulsante
e
s
c
o
r
r
e
n
d
o
nua de medos e inverdades.

Seja eu a poesia a lhe falar em versos
aquilo que minh'alma [ora presa ora livre]
descobre ao tocar o seu coração.
Antecipe a primavera nas cores do meu olhar
________vasto olhar que desvenda a imensidão
e o silêncio entre o amanhecer e o anoitecer
que compõe a sua existência.






imagem: Araucárias
aquarela sobre papel
Luciah Lopez