domingo, 28 de fevereiro de 2021

PURO ENCANTO



um olhar se perde ...
na salmoura do mar
uma boca
um espanto (( quanto encanto))
à beira do mar_______o tempo para
descansa o pranto
revela o canto mesmo sem saber cantar

____cai a noite sobre o mar
estrela guia
lua e luar
clareia_____ do caminhante  o caminhar
espanta o medo
acalenta o coração
fortalece o 'amar'



imagem: Lua e Luar
aquarela sobre papel Torchon
Luciah Lopez


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

TRANSLÚCIDA





 ah, se o meu tempo fosse o mesmo que o seu...

minh'alma translúcida

tranquila

te contemplaria no silêncio

na quase penumbra

antes dos meus lábios tocarem os seus...




imagem: Série Flora - Esporinha

Aquarela sobre papel Torchon

Luciah Lopez


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

NUDEZ

 



toda pele que eu visto

não me agasalha e nem protege

do olhar herege


não distancia a mentira

não impede a tortura

não dá alívio

não cria álibis


toda pele que eu visto

mantém a mesma cor

a mesma dor

que sufoca na garganta_______o grito

o riso

o pranto


quero estar nua

nua de pele

nua de planos e sonhos

e na incoerência

estar nua de mim mesma




imagem: Nudez

Giz sobre papel

Luciah Lopez




segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

NUANCES


O que me faz forte
é a ansiedade de voar

Voar em todos os matizes
criando a deliciosa ilusão da alma leve
um voo breve 
    um pequenino "poema" que vento soprou...



imagem: Passarinho
aquarela sobre papel Torchon
Luciah Lopez






* o filhote de Tico Tico se foi







 

domingo, 14 de fevereiro de 2021

SE TE DISSEREM

 




Dentro da noite, um fato singular

as minhas palavras são mudadas em poesia.

São versos sem rima criando a poética.


Apenas a visão idílica.


São filigranas no colo da lua.


E tudo enlanguesce dentro da noite

e a minha poesia veste a pálida madona.

Ao mundo alheio todos os pecados são perdoados.



imagem: Série Flora

Aquarela sobre papel

Luciah Lopez




quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

PRIMÁRIA



 Casualmente amanhece.


As flores acordam.


Oscilantes entre as cores e percorrendo as distâncias do pólen

os meus olhos despertam ao contentamento da manhã.

O dia é uma fonte inesgotável de possibilidades.


O inviável, o imutável caminham juntos na textura do mundo

e os fantasmas da noite passada já não assustam mais.

Assim como as flores, a vida se reinventa.



imagem:  Série Flora

Lápis de cor sobre papel

Luciah Lopez



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

ROUXINOL

 



Ah, o seu cantar Rouxinol, enfeitiçou meu coração

abriu as porteiras do mundo

fez voar minha imaginação.

Fez brilhar a lua nos olhos meus 

e o sol na minha pele arder em tatuagem:

o seu nome Rouxinol...


 Mas a tristeza vil serpente

entocada rente ao chão 

desfere o bote, escorre a peçonha

faz o mundo girar no galope desenfreado

do meu coração agoniado.


Ah, Rouxinol, o seu cantar não era meu

cada nota na sua pauta de um martelo agalopado

canta o seu amor sem dimensão e você se vai 

nada é meu nem as cores do arrebol

Ah, Rouxinol a vida apagou  a luz do meu olhar...




imagem : Janela com Flores
aquarela sobre papel Torchon
Luciah Lopez