segunda-feira, 4 de março de 2013

OS SONHOS TEUS


OS SONHOS TEUS


Porque dizes adeus aos sonhos teus se ainda não te dei os sonhos meus?
E o pranto seco com que rasgas a alma em fino corte, revela-te o olhar de Deus
feito sublime oração que acalma e se vai em triste eco.


Adormeças e sonhas embalado em vento tépido, os sonhos teus
– são também sonhos meus. Não! Não digas adeus,
nunca desistas, viver é teu legado e destinos entrelaçados te fortalece – semideus!


Em minh'alma fias no tear dos versos o carinho pleno de encanto


E iluminas meu olhar a sorrir ante a vida que em tu'alma amanheceu.


Nenhum comentário:

Postar um comentário